Qual a intensidade ideal do treino para atletas com hipertensão?

A questão envolvendo a intensidade dos exercícios físicos e o atleta com hipertensão arterial tem certo grau de polêmica mesmo entre a classe médica e os profissionais da saúde que não são médicos. Há muito interesse em saber o que fazer com seus alunos/clientes que escolhem exercícios de altas intensidades mesmo muitos deles sendo portadores de hipertensão arterial.

Como se deve proceder é um tema médico, pelos possíveis riscos de arritmias e outras complicações cardíacas, de AVC (acidente vascular cerebral), advindos de excessos nos esportes coletivos e individuais, ou apenas em exercícios em grupos ou com personal e até mesmo na academia.


+ Hipertensão atinge 20 a 30% da população brasileira adulta

Sempre se conceituou que o treino de corrida até 10km e a natação sejam dos melhores exercícios para um indivíduo hipertenso. Para se estabelecer os cuidados recomendados, exige-se a avaliação médica com o eletrocardiograma e, se possível, idealmente fazer mais exames como o teste ergométrico na presença física do médico como manda a lei, dosagens laboratoriais e o ecocardiograma com doppler colorido.

Após a definição do quadro clínico, a medicação mais indicada não deveria ser diurético e sim outros medicamentos eficientes, que não diminuam a performance, no controle da pressão e principalmente também evitem as lesões possíveis de ocorrer no coração, rins e cérebro de um hipertenso não tão bem controlado.


+ Quatro passos para uma vida longa e saudável com exercícios

Afinal, quais os níveis que podemos indicar ao educador físico e ao fisioterapeuta? Recomendamos usar os dados registrados no teste ergométrico feito em uso da medicação anti-hipertensiva para conhecer seus efeitos no controle da pressão como possíveis efeitos colaterais.

Podemos calcular o limite da intensidade nos treinos e provas, diretamente pelo numero 195 menos a idade, o que, na verdade, corresponde a 70 % a 85 % da frequência cardíaca máxima (FC max = 220 menos a idade). A alta intensidade ocorre quando atingimos a frequência cardíaca máxima durante os exercícios físicos mesmo por instantes, o que não é recomendado aos hipertensos.

Então, para o hipertenso que está controlado pela medicação e seguindo as recomendações de emagrecer, diminuir a ingesta de sal visível, como também aquele que está nos alimentos industrializados (grande problema que nos defrontamos), qual seria o melhor tipo de atividade física? Sem dúvida a prática regular de três a quatro vezes por semana de atividades aeróbicas como caminhadas, corridas, bicicleta e natação, de acordo com suas qualificações físicas, idade e outras doenças coexistentes traz benefícios enormes e visíveis a longo prazo. Evitar a alta intensidade é o que se deve recomendar, e as exceções devem ser individualizadas com muito critério.




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Rua Professor Nelson Alvaro Figueiredo Brito, 10 Jardim Torres São José • Jundiaí • SP

11 3395-7102

11 97532-7334

© 2014 by Be Act Comunicação